quinta-feira, fevereiro 21, 2019

1º BISPO DIOCESANO

Dom Gilberto pereira Lopes

Lema episcopal: Mysterium Christi Praedicare – Anunciar o Mistério de Cristo

Nasceu em Santaluz (BA), no dia 14 de fevereiro de 1927, filho de Salustino Lopes de Souza e Alice Pereira de Souza. Ainda criança, mudou-se com a família para Petrolina (PE), em 1937. Foi ordenado presbítero, na Catedral de Petrolina, no dia 4 de dezembro de 1949, por Dom Avelar Brandão Vilela, então bispo de Petrolina, depois cardeal arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil. No dia 3 de novembro de 1966 foi nomeado 1º bispo da Diocese de Ipameri (GO), tendo recebido a ordenação episcopal a 18 de dezembro de 1966, das mãos do então núncio apostólico do Brasil, Dom Sebastião Baggio. Foram consagrantes Dom Fernando Gomes dos Santos e Dom David Picão.

Tomou posse da Diocese de Ipameri em 2 de fevereiro de 1967. Em 1970 foi nomeado para o Conselho Nacional do Movimento de Educação de Base (MEB), da CNBB. Em 1974 assumiu a Coordenação da Linha VI – Pastoral Social da CNBB. Em 1974 foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Em 1975 foi eleito membro da Comissão Episcopal da Ação Social da CNBB e, no mesmo ano, membro da Comissão Episcopal de Ação Social da Conferência Episcopal Latino-Americana (CELAM). Dom Gilberto foi nomeado pelo papa Paulo VI, no dia 24 de dezembro de 1975, arcebispo coadjutor de Campinas (SP), sucedendo Dom Antônio Maria Alves de Siqueira que renunciou em 26 de janeiro de 1980. Dom Gilberto foi empossado arcebispo, no dia 7 de março do mesmo ano. Ao completar 75 anos de idade, enviou sua carta de renúncia ao então papa São João Paulo II, que aceitou o pedido em 2 de junho de 2004.

X