quinta-feira, fevereiro 21, 2019

4º BISPO DIOCESANO

Dom Guilherme Antônio Werlang, MSF

Lema episcopal: Para que todos tenham vida

Natural de São Carlos (SC), Dom Guilherme Antônio Werlang, MSF, nasceu em 5 de agosto de 1950. É filho de José Aldino Werlang e Irena Werlang. Ele professou seus votos perpétuos religiosos na Congregação dos Missionários da Sagrada Família (MSF) em 22 de fevereiro de 1976. Foi ordenado presbítero em 2 de dezembro de 1979, em São Carlos, e sua nomeação episcopal se deu em 19 de maio de 1999. Dom Guilherme foi ordenado bispo em 17 de julho do mesmo ano, também em sua terra natal e assumiu a Diocese de Ipameri em 7 de agosto de 1999.

Seus estudos filosóficos foram feitos em Passo Fundo (RS), de 1972 a 1974 e os estudos teológicos em Porto Alegre, de 1976 a 1979 e em Santo Ângelo, em 1985. Nesta mesma cidade ele fez o estágio na formação, no ano de 1977. Em São Paulo, anos depois, Dom Guilherme fez uma especialização em liturgia (atualização). Ele estudou também Extensão em criatividade, fez treinamento em lideranças, comunicação e formadores pelo CETESP; estudou Bíblia, pastoral e outros cursos de formação permanente na Província dos MSF.

Como bispo, Dom Guilherme Werlang foi membro da Comissão Episcopal para o serviço da Caridade, da Justiça e da Paz; bispo acompanhante do Setor Juventude do Regional Centro-Oeste; fez parte da Comissão Episcopal para a Reforma e Construção da Sede Nacional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz, mais tarde nomeada como Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora (2011 até o momento); também é membro do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) e do Conselho Permanente da CNBB; além de compor a Comissão do Fundo Nacional de Solidariedade e o Conselho Econômico da CNBB.

No dia 7 de fevereiro de 2018, o papa Francisco transferiu o quarto bispo diocesano de Ipameri (GO), Dom Guilherme Antônio Werlang, para a Diocese de Lages (SC) que estava vacante. O comunicado foi feito pela Nunciatura Apostólica no Brasil na manhã daquele dia. A notícia foi publicada no Jornal “L’Osservatore Romano” do dia 7 de fevereiro, às 12 horas de Roma.

Desde essa data a Diocese de Ipameri está vacante, sendo conduzida pelo administrador diocesano, Pe. Orcalino da Silva Lopes.

X