Diocese de Ipameri avalia e planeja caminhada em Miniassembleia de Pastoral

0
307

A Diocese de Ipameri realizou no dia 1º de dezembro, das 8h às 16h, no Auditório Dom Antonio Ribeiro de Oliveira, no Centro Diocesano de Formação Pastoral, sua Miniassembleia Diocesana. O evento reuniu 108 coordenadores de pastorais, movimentos e serviços eclesiais, além de padres e religiosas, para avaliar e planejar a caminhada da diocese, fazer a apresentação geral do cronograma das atividades, encaminhamento para o Trabalho de Grupo, síntese da Plenária e Iluminação, discussão das ações comuns, além de votação.

Após a acolhida e café da manhã, deu-se início com a Oração Inicial e a apresentação da programação que foi cumprida ao longo do dia. Fruto da 10ª Assembleia Diocesana de Pastoral, que aconteceu nos dias 10 e 11 de março deste ano, com a presença de Dom Guilherme Antônio Werlang. Os grupos divididos por regiões pastorais tais como Centro, Norte, Sul, Sudoeste e Oeste, avaliaram o ano de 2018 com suas conquistas e desafios, vislumbraram o planejamento das atividades para 2019, e discutiram o lugar da implantação da prioridade “Construir uma Cultura Vocacional” nesta Igreja Particular.

Os membros de cada grupo responderam um questionário anteriormente, intitulado como VER, para que no encontro, os passos estivessem focados no ILUMINAR (Síntese da Plenária dos Grupos e Iluminação) e AGIR (Trabalho de Grupo por Região Pastoral), indicando duas ações comuns a partir das conclusões das atividades. O coordenador diocesano de Pastoral, Pe. Ivan Vieira dos Anjos, fez um balanço do encontro como assertivo na comunhão das pessoas e trabalho. “Estudos foram feitos e percebemos que atingimos mais pessoas desde a realização da 9ª Assembleia há quatro anos. Vejo o empenho das pastorais, e como elas estão mais inteiradas, conhecendo as diretrizes e normas, e a aplicação no dia a dia. Nosso compromisso continua.” afirmou.

Pe. Orcalino Lopes da Silva, administrador diocesano, avaliou a caminhada da diocese como um momento positivo. “O objetivo dessa Miniassembleia, além de reunir o povo de Deus é demonstrar nossos passos na implantação das diretrizes e normas da 10ª Assembleia Diocesana, visando a programação para 2019 e duas ações, além da prioridade que é “Construir uma Cultura Vocacional”, que vão permear as atividades do próximo ano como plano operacional. Este é um momento de evangelização cujas pastorais, movimentos e serviços eclesiais vivenciam seus dons, carismas na gratuidade e serviço da Igreja,” disse.

Após os trabalhos em grupo e as discussões entre os participantes foi realizada uma plenária em que foram apresentadas sete propostas, dentre elas duas foram aprovadas:
*Criação e fortalecimento das Equipes Vocacionais Paroquiais
*Promover, Fortalecer e Motivar a criação de novas lideranças focadas na vocação à vida cristã para a missionariedade. Essas duas ações, além da prioridade de “Construir uma Cultura Vocacional” serão assumidas no plano de evangelização das pastorais, movimentos e serviços em nível diocesano, regiões pastorais e nas paróquias.

Ao final, o Administrador Diocesano, Pe. Orcalino fez duas comunicações lembrando algumas datas importantes a pedido do Santo Padre o Papa Francisco que deverão constar no Calendário Diocesano. Ele agradeceu imensamente a participação de todos os padres, as religiosas, e os leigos e leigas na condução da evangelização. O Administrador pediu que continuemos trabalhando pela unidade neste momento em que estamos com a diocese vacante. “Aproveitemos o Tempo do Advento para nos prepararmos para o Natal. Antecipo as minhas felicitações natalinas a todos vocês, padres, religiosas, leigos e leigas e um próspero Ano Novo cheio das bênçãos de Deus”.

Passos dados para a Miniassembleia

Após o encontro realizado em outubro, as coordenações responderam a um questionário a fim de trazerem como relatório na Miniassembleia. Ele tinha como objetivo apresentar respostas de como estava sendo realizado o processo de conhecimento e implantação das Diretrizes e Normas da 10ª Assembleia Diocesana de Pastoral nas paróquias, Região Pastoral, pastorais, movimentos e serviços eclesiais, como a prioridade de se “Construir uma Cultura Vocacional” que perpassa toda uma ação eclesial que vem sendo efetivada no âmbito do planejamento de cada paróquia, e quais foram, a partir das cinco urgências, as luzes e dificuldades encontradas para a implantação da 10ª Assembleia.

Cada coordenador (a) mediou a discussão no encontro do seu grupo apresentando todas as atividades que foram realizadas e propostas nas paróquias desde a última Assembleia pela Cultura Vocacional, as luzes e dificuldades diante das urgências sempre com a aplicação e estudo do documento da diocese como orientação. E todos os questionamentos foram expostos aos demais durante a programação do encontro.

Cada comunidade, uma nova vocação

Pe. João César Souza Lôbo frisou bastante sobre o projeto “Cada comunidade uma nova vocação”, cuja ação é evangelizadora e propõe que as comunidades rezem pelas vocações e partilhem pelas redes sociais os testemunhos com a alegria de quem conhece e vive sua vocação. Inspirado por Deus, este método foi evidenciado pelo papa Francisco, que para obter vocações é necessária a oração.

“Nós queremos que as comunidades abracem este projeto. Como o papa disse, ele exige ação e oração. Devemos iniciar pela catequese, criando uma capelinha com a padroeira ou o padroeiro de cada paróquia que irá peregrinar na casa de um catequizando. É preciso rezar uma dezena do terço pelas vocações e pela abertura dos corações. Devemos entender que os guardiões dessa dezena antes das celebrações ficam por conta dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística, pensando a animação vocacional e a importância da oração,” aconselhou.

Pastorais como veias de um caminho

“As Pastorais, movimentos e serviços eclesiais são muito importantes. São veias de um caminho para se chegar aos vários grupos da diocese para conhecimento da nossa caminhada e de tudo que vem sendo realizado nas bases de consciência de que somos uma Igreja Missionária. Aquela que vai ao encontro, uma Igreja em saída,” salientou Pe. Ivan Vieira.

O administrador diocesano, Pe. Orcalino Lopes, também citou sobre a importância das pastorais para a Assembleia e Igreja. “As pastorais, movimentos, serviços são essenciais. São serviços da Igreja e neste momento de evangelização, mesmo diante dos desafios, é preciso ter uma pastoral de conjunto. Ela deve estar baseada e alimentada pelas diretrizes e normas da 10ª Assembleia. Precisamos ficar atentos e dar ênfase ao que precisa ser feito. A juventude apontada aqui é desafio desde 1968 e vem sendo opção, e a Igreja vem trabalhando isso com empenho,” relatou.

Juventude

Neste trabalho, o administrador disse que a diocese tem feito uma caminhada com a juventude, e que o Dia Nacional da Juventude – DNJ, reuniu mais de 800 jovens. “Enfrentamos com alegria e esperança os desafios. Apoiamos os jovens no que é necessário e algumas vezes, a não participação na liturgia ou missas são desafios para a catequese. Temos que envolver as crianças na liturgia e adquirir o hábito de participar das missas e da Igreja, após a primeira Eucaristia, procurar a confissão e efetivar a iniciação à vida cristã. Temos que assumir Jesus a partir daí, e diante disso estamos trabalhando a iniciação esperando com fé e amor o nosso pastor, já que a diocese está em seu período vacante, isto é, sem a condução de um bispo. Saímos desta Assembleia animados e encorajados, pois desafios existem, mas com esperança no coração, preparando 2019 com muito trabalho e momentos belos de esperança no futuro,” disse Pe. Orcalino.

Depoimentos

Cláudia de Fátima França de Souza – Região Sudoeste – Anhanguera

“Faço parte de quase todas as pastorais. As pessoas não querem assumir um compromisso. Ser cristão de banco é fácil. Faço com amor. Sou Ministra da Eucaristia, da Palavra, catequista e dirigente de comunidade. Nossa paróquia é a São João Batista de Cumari e Capela São José de Anhanguera. As normas estão sendo discutidas. Temos como subsídio o material com a mensagem do padre Orcalino e afirmamos como satisfatórias as prioridades diocesanas. Por nos reunirmos temos obrigação de repassar tudo para a comunidade em encontros e reuniões. O padre também fala na própria missa. Como vou trabalhar pela minha comunidade? Participando. Como luzes temos a chegada do padre Murah em nossa comunidade. Tínhamos o anseio de ter um padre compromissado e acolhedor. Ele cumpre com fidelidade, principalmente os sacramentos. Como desafios temos a questão de atrair o jovem para nossa Igreja e como assumir o sacramento para a vida. Vocação não é somente religiosa. Nossa vocação é ser Povo de Deus, é uma graça. Pelo Batismo somos chamados e inseridos na comunidade.”

Lázaro Mariano de Mesquita – Pastoral da Catequese – Catalão

“Participo da Pastoral da Catequese e vejo uma importância grande da Assembleia. A Paróquia está ligada à diocese, e é preciso que ela esteja ligada e antenada tentando cumprir com as decisões que são coletivas. Muita coisa tem sido feita para entender e cumprir as normas e diretrizes. O processo é inicial, mas levamos as pessoas para conhecer sua vocação. Os leigos precisam conhecê-la. Muitas vezes o acúmulo de cargos é resultado de falta de vocação. Muitos leigos andam sobrecarregados. É preciso uma liderança para despertar essas pessoas. Estamos aqui como representantes e tudo será repassado através do conselho pastoral para que todos tenham conhecimento do que foi discutido e decidido.”

Irmã Francisca Aparecida de Jesus – Araguari e Goiás

“Para mim a Assembleia é muito importante porque foi um trabalho realizado nas bases, com os excluídos, até para quem não sabia ler. Eles tiveram acesso e puderam expressar sua opinião. Sou Ministra da Palavra e coordeno uma Capela, Rainha da Paz. Um dos desafios propostos foi reunir o povo para formação porque onde eu coordeno, o pessoal tem medo de sair de noite por conta do tráfico de drogas. Como aspecto de iluminação, pudemos levar o resultado da 10ª Assembleia para as lideranças e grupos.”

Veja fotos:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here