Paróquias realizaram ações por ocasião da III Jornada Mundial dos Pobres

0
15

O bispo diocesano de Ipameri, Dom Francisco, fez um apelo aos padres, aos Conselhos Paroquiais e à comunidade católica, para abraçar a III Jornada Mundial dos Pobres, que neste ano teve como tema “A esperança dos pobres jamais se frustrará” (Sl 9, 19). O Dia foi constituído pelo papa Francisco em 2017, como gesto concreto do Ano Santo da Misericórdia (2015-2016). Em nossa diocese foram realizadas ações junto aos menos favorecidos, pobres e descartados da sociedade. Essa proximidade aconteceu em muitos espaços da Diocese.

Na Paróquia Bom Jesus da Lapa, em Domiciano Ribeiro, os pobres, em geral, foram convidados a participar da Missa na Igreja Matriz. Logo após houve um momento social.

Em Ipameri, Paróquia do Divino Espírito Santo, a comunidade divulgou a III Jornada Mundial dos Pobres nas duas rádios da cidade, convidando todos os ouvintes a participarem dos três momentos celebrativos, no dia 17 de novembro. Padre Roberto Moreira Vaz e padre Orcalino Lopes da Silva, explicaram o porquê da celebração do Dia Mundial dos Pobres, destacando o material recebido da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O primeiro momento foi na Capela São João Batista (saída da usina), sendo essa uma das regiões mais carentes da cidade. Houve partilha de alimentos e celebração, com a participação de várias pessoas da comunidade e de diversos locais da cidade. Os alimentos que sobraram, foram distribuídos nas casas de famílias pobres da comunidade.

Marcando o segundo momento, na parte da tarde, padre Roberto presidiu uma celebração no Asilo São Vicente de Paulo, junto com os 20 internos que vivem nesse local. Novamente houve a participação da comunidade levando lanches para a partilha, alegria e música. Foi um momento muito importante para os idosos que vivem lá e também para quem foi participar, pois muitas pessoas da comunidade não conheciam o trabalho desempenhado pelos funcionários e voluntários do asilo e nem a realidade dos idosos, muitas vezes carentes de atenção e carinho. Foi uma ação significativa pelo fato de levar alegria e esperança para esses pobres.

O terceiro momento, foi a celebração no Abrigo Alfredo Júlio, junto com os 28 internos que vivem lá. Muitas pessoas da cidade participaram, puderam conhecer o local, a realidade das pessoas que moram nesse espaço e conviverem com elas. Após a Celebração foi feita a partilha do lanche que a comunidade levou para confraternizar com os internos e todos os presentes.

Existe também na cidade de Ipameri o Projeto Gruta de Belém, que acolhe das 19h às 7h da manhã, as pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social. É servido jantar, café da manhã e as pessoas tomam banho. Os pobres recebem roupas limpas, doadas pela comunidade. Cada pessoa pode ficar até três dias por mês na casa. Os voluntários responsáveis se revezam para manter a casa limpa, organizada e sempre aberta durante a noite.

Na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Goiandira, a comunidade realizou a arrecadação de alimentos para “cestas básicas” a serem distribuídas às famílias pobres. Já na Paróquia São Sebastião de Nova Aurora, a Comunidade realizou a arrecadação de alimentos, material de higiene e limpeza para o lar dos idosos.

Veja todas as fotos