Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB prepara eventos para 2020

0
4

Em 2020, pelo menos seis eventos vão mobilizar a Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dois deles já estão com inscrições abertas e outros estão na dinâmica da articulação e de preparação de subsídios. O assessor da Comissão, padre Crispim Guimarães, partilha os objetivos e os preparativos para as atividades no próximo ano.

Fevereiro

No início do ano, a Equipe de Subsídios da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) estará reunida no dia 8 de fevereiro. No dia seguinte, 9, será a primeira reunião presencial com todos os membros da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB, sob nova composição desde a 57ª Assembleia Geral da CNBB, em maio deste ano. Também estará presente o casal coordenador nacional, Luiz e Khátia Stolf.

“São dois encontros que são necessários e a gente acha que vai dar uma cara nova à própria realidade da Pastoral Familiar”, destaca padre Crispim.

Membros da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família no quadriênio 2019-2023:

Dom Ricardo Hoepers
Dom Armando Martín Gutierrez
Dom Bruno Elizeu Versari

Entre os dias 13 e 16 de fevereiro, em São Paulo (SP), será realizado um encontro de capacitação para o acompanhamento a pessoas que sofrem do trauma pós-aborto. Chamado Projeto Esperança, está baseado numa iniciativa própria da América Latina animada pelo Conselho Episcopal Latino Americano (Celam).

O primeiro encontro, de acordo com padre Crispim, será voltado para as regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Poderão participar casais ou pessoas interessadas que estão relacionadas à questão da vida e que podem ajudar os regionais e as dioceses a desenvolverem um trabalho nas suas comunidades.

Após avaliação, será pensada uma edição voltada para o Norte e o Nordeste do país. “Queremos trabalhar para ter casais animadores da questão da vida nos regionais”, revela padre Crispim, explicando que estes agentes vão animar e colaborar na preparação do subsídio Hora da Vida, utilizado na primeira semana de outubro, e ainda na aproximação de projetos já existentes nas dioceses. A intenção é que sejam somadas forças para dar visibilidade e oferecer formação às pessoas “para um serviço de qualidade”.

Saiba mais e inscreva-se.

Março

No dia 14 de março de 2020 será realizado o Encontro com os movimentos que trabalham com famílias. De acordo com padre Crispim Guimarães, estão confirmados Movimento Famílias Novas (Focolares), Encontro de Casais com Cristo (ECC), Movimento de Cursilhos de Cristandade do Brasil (MCC), Caminho Neocatecumenal, Equipes de Nossa Senhora, Renovação Carismática Católica e outros.

“Dom Ricardo e eu tínhamos solicitado essa agenda porque a gente acha que precisa somar forças e, ao mesmo tempo, observar o que este pessoal faz pelas famílias, que é um trabalho bastante consistente dedicado às famílias do Brasil. E são movimentos que, inclusive, extrapolam a realidade brasileira, são movimentos internacionais”, ressalta o padre.

Maio

No mês mariano, as famílias estarão na casa da Mãe Aparecida. Dias 23 e 24 de maio, serão realizados o 10º Simpósio e a 12ª Peregrinação Nacional das Famílias. O Simpósio terá como tema “Família e Educação” e contará com a presença do bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, que falará sobre o tema principal.

Outros convidados também abordarão temáticas relacionadas à família e à respectiva área de atuação, como o coordenador nacional adjunto da Pastoral da Criança, Nelson Arns Neumann, e a doutra em Teologia Moral, Maria Inês Muller.

“Simpósio Nacional da Família”
Use as setas para cima ou para baixo para aumentar ou diminuir o volume.
1. Padre Crispim fala sobre contribuição da Dra, Maria Inês Muller
A tradicional Peregrinação acontece na manhã de domingo, culminando com a missa às 8h.

Julho

De 10 a 12 de julho, Brasília (DF) recebe a Assembleia da Pastoral Familiar. “Para 2020, nós queremos fazer parte da Assembleia como um momento de espiritualidade, uma espécie de mini-retiro ou com reflexões”, partilha padre Crispim.

A Assembleia também será oportunidade para verificar como os regionais inseriram em seus planejamentos a perspectiva das Comunidades Eclesiais Missionárias, base das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2019-2023 (DGAE). Bispos, agentes e assessores eclesiásticos irão avaliar ainda a nova proposta do subsídio Hora da Família, com encontros mensais, e o Estatuto da Pastoral Familiar: “o tempo muda e a gente precisa adequar o Estatuto às realidades que as famílias com suas demandas trazem, como a realidade da própria Igreja como estrutura”, explica o assessor.

Setembro

Saiba mais sobre o XVI Congresso da Pastoral FamiliarA cidade de Florianópolis deve acolher, de 4 a 6 de setembro, mais de 1500 pessoas para o XVI Congresso Nacional da Pastoral Familiar, cujo tema será “Amor Familiar: vocação e caminho de santidade”. Durante este evento, a Pastoral Familiar no Brasil irá iniciar o aprofundamento do tema que será trabalhado em Roma, em 2022, na próxima Jornada Mundial das Famílias convocada pelo Papa Francisco.

O evento já tem confirmada a presença de dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, que vai trabalhar o tema principal. “Uma ideia – nesta dimensão vocacional – é que em um dos momentos do sábado, a gente faça uma sala de vocações”, adianta padre Crispim sobre a ação inspirada na temática do evento.

Para garantir a participação, inscreva-se.