Presidente toma posse e Papa Francisco enviou o Núncio Apostólico no Equador como Legado

0
74

Padre João Firmino, pároco da catedral de Brasília, recebeu cumprimentos do casal Jair e Michele Bolsonaro na segunda etapa do circuito feito para a posse da presidência da República. Não fazia parte do plano amplamente divulgado pela imprensa. Logo que o casal saiu do carro que os conduzia desde a Granja do Torto, antes de entrarem para o Rolls Royce, diante da catedral, chamado atenção pela mulher, o presidente pediu que o pároco se aproximasse e o cumprimentou.

Sem cerimônia religiosa
Apesar de falar em Deus em vários momentos durante os discursos pronunciados pelo presidente, não houve nenhum tipo de cerimonia religiosa entre os principais ritos da posse.

Legado Pontifício
Em carta assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, Papa Francisco nomeou, no dia 20 de dezembro, um legado pontifício, ou seja, um representante, para a posse do novo presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, neste dia 1º de janeiro, data que Igreja celebrou Maria, a grande Mãe de Deus.

O escolhido pelo Papa Francisco é Dom Andrés Carrascosa Coso, núncio apostólico do Equador.