Uma semente de Deus

0
27

Por Ir. Roberta Tremarelli*

Em cada um de nós existe uma semente de Deus que só poderá germinar se a cultivarmos

O que concerne à Deus não se ensina, cultiva-se, aprende-se olhando para o outro. Este é o sentido do testemunho. Hoje é importante cultivar um coração que saiba responder com esperança e amor às pessoas e aos eventos, na certeza que em cada um existe o bem, porque fomos criados a imagem de Deus. Devemos descobrir e cultivar o bem. A palavra de Deus é a energia que alimenta a boa semente presente no coração humano. Esta nos ajuda a sermos missionários sem exclusões ou preferências, em relação a todos os homens, mulheres e crianças, em todas as situações da vida. Nós temos esta responsabilidade.

Da espiritualidade de Jesus à espiritualidade missionária de todos os batizados

Jesus está em constante comunhão com o Pai e se dedica profunda e totalmente à salvação de todo e cada homem e mulher. É a experiência pessoal de Jesus Cristo que morreu e ressuscitou que transforma cada batizado, é o chamado processo de cristificação, isto é, tornar-se um com Cristo (Gl 2,20). A espiritualidade de Jesus não é feita com exterioridades, mas de atitudes e gestos genuínos que brotam do relacionamento íntimo com o Pai e nos levam a perdoar e a orar também pelos inimigos. Jesus nos oferece um modo de relacionamento humano cujo ponto central é o amor gratuito.

A espiritualidade é inata em todas as pessoas, é aquela predisposição própria para dialogar com Deus, que está dentro de nós desde o nascimento e não depende da cultura, apesar de esta dar-lhe uma linguagem para expressá-la. A dimensão espiritual é a mais importante na vida e no crescimento de todas as pessoas, porque é o elemento que integra as outras dimensões (cognitiva, afetiva, moral e religiosa) e dá unidade à pessoa. O desenvolvimento da dimensão espiritual é lento e exigente, precisa de cuidado, liberdade e disponibilidade da pessoa e também empenho constante.

As crianças possuem, por natureza, uma inclinação para a dimensão espiritual

Somos convidados a cultivar o espírito missionário do slogan “As crianças ajudam as crianças”, a acreditar profundamente que Deus é Pai de todos e ama a cada um de nós e dá a conhecer as necessidades das crianças do mundo, especialmente aquelas que estão em situação difícil. As diversas atividades que a Obra da Infância Missionária propõe em todos os contextos alimentam e mantêm vivo o espírito missionário das crianças (e também dos adultos envolvidos)! Cuidar desta dimensão a partir da idade infantil permite um melhor crescimento espiritual e unitário. Considerando a proposta do Mons. Charles de Forbin Janson fez às primeiras crianças pertencentes a Obra da Santa Infância, isto é, uma Ave Maria por dia, encontramos esses elementos e intenções.

A espiritualidade missionária exprime a unidade da Igreja. Esta primeira edição do novo Boletim do Secretariado Internacional da Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária parte da espiritualidade como um elemento fundamental da ação missionária. Na missão Ad Gentes o batizado, guiado pelo Espírito e pelo amor, é chamado a superar as próprias fronteiras para partilhar a fé em Jesus Cristo, com os povos e culturas que ainda não conhecem. Como sublinha o Papa Francisco na Evangelii Gaudium n. 78, é a vida espiritual que alimenta o encontro com os outros, o empenho no mundo, a paixão pela evangelização. É um chamado a voltar a Redemptoris Missio, que fala da espiritualidade missionária em termos de “deixar-se conduzir pelo Espírito, viver o mistério de Cristo enviado, a amar a Igreja e os homens como Jesus os amou, a santidade” (cfr. nn. 87-91).
É a isto que estamos chamados, como Obras Pontifícias Missionárias, “promover a vocação e espiritualidade missionárias, o zelo e a oração pelas missões” (Ad Gentes n. 29)

* Secretária Geral da Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária